fbpx

O Brasil é o quinto país com maior número de construções sustentáveis no mundo!

O Brasil é o quinto país com maior número de construções sustentáveis no mundo!
29 de agosto de 2022

O Brasil é o quinto país com maior número de construções sustentáveis no mundo!

O Brasil tem se destacado no que diz respeito a construções sustentáveis. Segundo o ranking mundial elaborado pelo Green Building Council Brasil (CBC), somos um dos países com mais obras sustentáveis no mundo, ficando atrás apenas de nações como a China, Emirados Árabes e Estados Unidos.

A indústria da construção civil, por sua própria natureza, é grande usuária de recursos naturais e, devido às crescentes preocupações com as mudanças climáticas e a natureza finita desses recursos, há uma pressão crescente sobre as empresas de construção para reduzir os impactos que causam no meio ambiente.

À medida que o mundo olha para a sustentabilidade, a construção deve seguir o mesmo caminho. Por isso, a indústria da construção civil tem focado na sustentabilidade, e a construção sustentável vem apresentando grande expansão por todo o mundo como uma nova abordagem que melhora a maneira como as pessoas vivem e constroem. Executivos brasileiros já estão se movimentando e repensando seus negócios. O momento, então, é de desenvolvimento de soluções inovadores e sustentáveis.

A construção sustentável tem buscado tornar o meio ambiente mais saudável com base em princípios ecológicos, através do uso de materiais renováveis e recicláveis na construção de novas estruturas, bem como reduzir o consumo de energia e o desperdício.

Custos

Muitas pessoas pensam que a construção sustentável é cara, o que pode torná-la uma opção menos atrativa. Mas, em 2018, o World Green Building Council (Conselho Mundial de Construção Verde), realizou um relatório que mostra que, apesar da preocupação com os custos, os proprietários de edifícios verdes relatam que a economia vem através da redução dos custos operacionais graças aos materiais sustentáveis usados.

De acordo com especialistas, a construção sustentável não termina quando a construção está concluída; o próprio edifício deve ter um impacto reduzido sobre o meio ambiente ao longo de sua vida útil. Isso significa que o projeto do edifício deve incorporar elementos que tenham uma influência positiva contínua no impacto ambiental do edifício. Isso pode incluir isolamento adequado para evitar perda de calor, painéis solares para reduzir o consumo de energia e materiais de construção com longa vida útil.

Em países mais desenvolvidos, há uma série de incentivos econômicos para construções verdes, como a Alemanha, que remunera os cidadãos que produzem um excedente de energia obtida por placas fotovoltaicas. Embora, nacionalmente falando, o Brasil ainda não tenha incentivos suficientes e tão eficientes, há alguns projetos para redução da carga tributária das construções, como o IPTU verde, uma espécie de desconto contemplado no IPTU para obras que implementarem sistemas ecoeficientes nas suas construções ou reformas.